Nubank estuda oferecer seguro auto mais barato que concorrentes

30.06.2020 - Fonte: Tecnoblog

346345

O Nubank enviou uma pesquisa para clientes perguntando se eles estariam interessados em um seguro auto com taxa variável: o valor mudaria a cada mês dependendo da quilometragem rodada no carro, segundo apurou o Tecnoblog. Esse seria um novo produto para a fintech, que oferece cartão de crédito sem anuidade, empréstimos e conta digital para pessoa física e PJ.

O questionário faz algumas perguntas básicas: por exemplo, se o cliente possui automóvel (apenas carro, sem considerar moto); qual é o valor de mercado; qual é o ano de fabricação; e se o veículo tem seguro.

Se o cliente não tiver seguro, o Nubank pergunta o motivo: é por que não cabe na renda mensal, não vê custo-benefício, não gosta das seguradoras que conhece, ou tem outras prioridades para o dinheiro?

No entanto, caso o cliente tenha seguro auto, o Nubank pergunta: você trocaria por outro? A fintech dá duas opções:

um seguro de R$ 130 ao mês (cerca de R$ 1.600 ao ano) com cobertura completa para roubo, furto, batidas, danos a terceiros, guincho 24 horas, chaveiro etc.;

um seguro com taxa fixa de R$ 85 e taxa variável de R$ 0,05 por quilômetro rodado no mês: por exemplo, se você dirigir 300 km, vai pagar R$ 100.

Seria possível entrar em contato com o suporte técnico e abrir o sinistro através do aplicativo, além de contar com atendimento 24/7 por telefone.

O questionário tem, no título da página, o texto “Auto Insurance – Athena”. Existe uma empresa chamada Athena Corretora de Seguros em São Paulo, onde fica a sede do Nubank, mas não pudemos confirmar se ela vai oferecer o serviço.

Um levantamento aponta que, em 2019, o valor médio do seguro em São Paulo para dez modelos diferentes de carro variou entre R$ 1.243 (para o Ford Ka S 1.0) e R$ 4.228 (para o Jeep Compass Sport 2.0). Isso equivale a parcelas mensais de R$ 104 e R$ 352, respectivamente.

Nubank diz que seguro auto “é apenas uma ideia”

Em comunicado ao Tecnoblog, o Nubank diz: “estudamos constantemente a possibilidade de adicionar eventuais produtos e serviços ao nosso portfólio; isso, no entanto, não significa que as ideias pesquisadas serão efetivamente disponibilizadas aos nossos consumidores, nem que haja qualquer previsão de novos lançamentos no momento”.

Na pesquisa, o Nubank observa que esta é apenas uma ideia, e não significa que ela será realmente lançada. No entanto, vale lembrar de um questionário realizado em 2018 com os clientes, que perguntava se os clientes tinham interesse em cartão de débito e em saques de conta corrente. Alguns meses depois, a fintech liberou a função débito e a retirada de dinheiro em caixas eletrônicos do Banco24Horas.

Além disso, não seria uma surpresa caso o Nubank realmente entrasse no ramo de seguros. Outros bancos digitais oferecem esse tipo de produto: o Inter, por exemplo, tem seguro de vida, auto e residencial; enquanto o Next, do Bradesco, passou a vender seguro odonto este ano.

Notícias Relacionadas