Live da Porto Seguro destaca dicas de gestão e trabalho em home office

30.07.2020 - Fonte: Seguro Gaúcho

PORTO-SEGURO

A diretora institucional de RH da Porto Seguro, Carolina Zwarg, participou da LiveCorr realizada dia 28 julho, no canal da Porto Seguro no Instagram. Na pauta do evento virtual temáticas ligas a RH, gestão de home office e as experiências da Seguradora para se adaptar a quarentena diante do isolamento social. O bate-papo foi com o diretor comercial da Companhia, Rivaldo Leite.

Leite iniciou sua participação na live questionando de que maneira transcorreu para a diretoria de Recursos Humanos a transição no modelo de trabalho diante do isolamento social provocado pela pandemia. Carolina argumentou que a nova realidade constituiu-se numa experiência desafiadora. “Criamos um grupo que foi chamado de comitê de crise para desenvolver estratégias que possibilitassem a todos migrar para o modo home office de forma segura e sem prejudicar o atendimento ao corretor e ao negócio como um todo”.

Entre os principais desafios enfrentados, Carolina relembrou ações exitosas. “Em menos de uma semana colocamos as pessoas para trabalharem de suas próprias residências. Ao executarmos o processo de gestão à distância, promovemos lives e aproximamos as pessoas, mesmo que fisicamente elas estejam distantes. Conseguimos fazer do limão uma limonada”.

Carolina ressaltou que diante do prolongamento da quarentena, a Porto Seguro tem incentivado seus funcionários a fazerem atividades físicas, inclusive junto com a família. Outra medida divulgada pela empresa é o incentivo a capacitação através de cursos, que podem ser realizados no espaço de tempo que era utilizado para os deslocamentos até a instituição, mas que foram abolidos pelo distanciamento social provocado pela pandemia.

Apesar de destacar que a empresa está sendo mais produtiva no modelo home office, a executiva mostrou certa preocupação em relação aos colaboradores na maneira como eles estão agindo para equilibrar as atribuições profissionais com as rotinas domiciliares. E sua reflexão é ratificada por Leite.

“Nem todas as pessoas têm a característica de adaptação ao trabalho remoto que é feito em seus domicílios. Não adianta querer adaptar esse tipo de trabalho a todos os colaboradores, pois alguns não conseguirão. Existem pessoas que são excelentes no trabalho presencial, mas quando migraram para o home office não tiveram o mesmo desempenho".

Na avaliação de Carolina a Seguradora não irá operar 100% em home office. “Vamos buscar um equilíbrio de modelo. Algo que atenda às necessidades de nossos colaboradores e de nossa instituição”, esclareceu a executiva. De acordo com a convidada, mesmo antes do início da pandemia já existiam na Porto Seguro colaboradores que trabalhavam no modelo remoto. Entretanto, esses trabalhadores compareciam pelo menos duas vezes ao mês nas dependências da Seguradora. “A empresa sempre incentivou a convivência humana. Não queremos que as pessoas fiquem isoladas, pois consideramos muito importante manter o vinculo de ligação entre toda equipe.”

Ao abordar quesitos como controle e motivação de colaboradores que estão atuando de forma digital em casa, a executiva argumentou que diante do chamado novo normal, o controle é menor, porém existe maior cobrança de resultados. “Precisamos evoluir para uma realidade que mudará a forma de fazer gestão, em que valerá a entrega de resultados e realização de metas. Nós como líderes precisaremos entender as necessidades de cada um e ajudá-los em seu desenvolvimento”.

A diretora de RH ainda explanou sobre o perfil de candidatos a vagas ofertadas pela Companhia. “Os colaboradores precisam apresentar características que fazem parte da cultura da Porto Seguro, que remetam a idéias como pensar, sentir e querer. Também valorizamos a meritocracia, pois em nosso entendimento isso significa reconhecer as pessoas diferentes por performance diferentes.”

A executiva também enalteceu a iniciativa do Projeto #MeuPortoSeguro que oportunizará trabalho temporário durante três meses para 10 mil pessoas. “O objetivo dessa ação é oportunizar um aprendizado aos interessados e que isso poderá tornar-se uma profissão no futuro. Já temos mais de 600 mil inscritos e a seleção será feita 100% digital”, afirmou Carolina. Por fim a diretora de RH abordou aspectos relacionados a relacionamento e equilibro fazendo referências a proximidade, transparência, produtividade e o estabelecimento de uma rotina de trabalho e de exercícios.

 

Notícias Relacionadas