Tokio Marine registra forte demanda por seguro cibernético

09.10.2019 - Fonte: Sonho Seguro

pexels-photo-735911

A Tokio Marine estreou no mercado de seguro cibernético neste ano, um produto que tem despertado o interesse das empresas tanto pelos ataques cada vez mais frequentes de hackers como também pelas punições mais severas trazidas pelas novas regulamentações no Brasil e na Europa.

Caroline Ayub, gerente de Garantia e Linhas Financeiras da Tokio Marine, conversou com o blog Sonho Seguro sobre o tema. Veja abaixo:

Como está a demanda?

Temos registrado bastante interesse na busca de informações sobre o Tokio Marine Riscos Digitais, seguro de Riscos Cibernéticos que lançamos recentemente. Desde pequenas empresas limitadas até sociedades anônimas com exposição no mercado de capitais nacional e estrangeiro têm solicitado cotações.

Também há grande heterogeneidade na atividade das empresas: temos sido procurados desde pequenos escritórios locais até grandes grupos financeiros e petroquímicos.

Qual a evolução das vendas?

Apesar da grande procura, notamos que há um longo período de maturação entre a apresentação da cotação, pela Seguradora, e a efetiva contratação do seguro. Ainda assim, já tivemos a emissão de apólices neste ramo de seguro. Enquanto os prêmios deste seguro ainda apresentam uma participação pequena na receita da Tokio Marine, o potencial de crescimento é enorme.

As empresas realmente estão protegidas? Qual o valor médio de IS contratado?

Ao analisar o risco cibernético de várias empresas, verificamos que há grande disparidade nas medidas protecionais adotadas. Ao mesmo tempo em que é impossível afirmar que uma empresa está 100% protegida, fica claro que empresas menos preocupadas com segurança da informação estão mais expostas a ataques.

Um ataque cibernético pode causar danos muito além da operação da própria empresa. Além dos custos associados à recuperação de sistemas e interrupção de negócios, a empresa poderá ser demandada por terceiros por conta do vazamento de informações confidenciais.

É importante destacar que toda empresa que armazena informações de terceiros, em meio físico ou digital, está exposta a este risco, que merece uma atenção ainda maior com a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD no ano que vem.

Quanto à importância segurada, que é escolhida pelo próprio segurado, o valor pode variar bastante, desde R$1 milhão até diversas dezenas de milhões. A escolha depende de uma série de fatores, como porte da empresa, grau de informatização de suas operações, medidas de segurança utilizadas e o tipo de informações de terceiros armazenadas em seus sistemas.

Quais os serviços ofertados?

O seguro é dividido em 2 partes: a responsabilidade da empresa por danos causados a terceiros e os danos causados à própria empresa, em ambos os casos em decorrência de um ataque cibernético.

Na parte de responsabilidade por danos a terceiros, estão cobertos os custos de defesa, indenizações e acordos, este último desde que com a anuência da Seguradora.

Na parte de danos à própria empresa, estão cobertos os custos de remediação, que incluem, entre outros, os custos de recuperação de sistema e de reconstituição de rede, assim como os associados à extorsão cibernética e lucros cessantes.

Além de contar com a cobertura do seguro em si, o segurado conta com uma equipe de respostas a incidentes, formada por profissionais que tem o objetivo de agir rapidamente de forma a minimizar os danos.

Qual o potencial de vendas no mercado brasileiro?

Acreditamos que este é um produto com enorme potencial de crescimento no País. Como qualquer outra modalidade de seguro no Brasil, temos o desafio de trabalhar a cultura da proteção.

Isto fica ainda mais evidente em um nicho tão específico como o de cyber. Acreditamos que este trabalho de conscientização, aliado à entrada em vida da LGPD e ao aumento do número de ataques cibernéticos no Brasil, pode fazer com que o Tokio Marine Riscos Digitais seja um dos nossos principais produtos securitários nos próximos dez anos. Para oferecer este produto localmente, contamos com a experiência de 10 anos do Grupo Tokio Marine com a comercialização deste seguro no exterior, além de contarmos com uma equipe altamente qualificada, preparada para atender Corretores e Segurados.

Quais as principais recomendações para os clientes em gestão para terem acesso ao seguro?

O tema segurança da informação deve ser tratado com a devida importância. O seguro, apesar de fornecer proteção, não deve ser a única iniciativa da empresa. Cabe a ela adotar as medidas necessárias para proteger suas operações e os dados armazenados em seus sistemas.

A criptografia de mídias portáteis ou backup periódico de servidores e o treinamento de segurança da informação obrigatória a todos os funcionários são algumas destas medidas.

Quanto ao seguro, empresas interessadas devem pedir mais informações ao seu Corretor. A Tokio Marine está disposta a analisar uma grande variedade de atividades empresariais para a oferta desse seguro.

Notícias Relacionadas