Seguro Aluguel e Capitalização crescem em 2019 segundo estudo da Porto Seguro

10.10.2019 - Fonte: Martha Becker Comunicação

Divulgação_PortoSeguro

Seguro Fiança teve um crescimento de 35%, enquanto o Porto Cap registrou alta de 17,5% entre janeiro e agosto deste ano.

O mercado de seguros para locação de imóveis tem demonstrado bons resultados neste ano. Isso é o que mostra o estudo da Porto Seguro Riscos Financeiros, que avaliou a quantidade de adesão do Porto Seguro Aluguel e do PortoCap entre janeiro e agosto de 2019. “Isso reflete uma mudança de comportamento dos consumidores e esses dados demonstram o quanto a sociedade está consciente sobre a importância de estar seguro no momento de alugar um imóvel”, destaca o superintendente de Riscos Financeiros e Capitalização da Porto Seguro, Luiz Henrique.

Entre janeiro e agosto deste ano, o Seguro Aluguel teve um acréscimo de 35% em sua contratação, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Um dos motivos desse aumento é a análise do processo de adesão do seguro, que hoje é feita 100% online. Além disso, os consumidores têm avaliado e entendido que o custo-benefício do produto vale a pena. “Para o proprietário, o seguro oferece o pagamento de aluguéis em caso de inadimplência, garantias adicionais para encargos mensais (IPTU, água, gás e luz), multa moratória, danos ao imóvel e pintura interna e externa. Para o inquilino, a garantia dispensa a necessidade de um fiador ou caução, oferece descontos em transportadoras e serviços emergenciais gratuitos para o imóvel alugado como mão de obra de encanador, eletricista, chaveiro, etc. Ou seja, todos ganham com a adesão ao Seguro Fiança”, explica Luiz Henrique.

Outra alternativa é o PortoCap, uma modalidade que também tem sido cada vez mais requisitada no mercado, no qual não é preciso comprovar renda e a contratação é rápida e simplificada. Essa garantia é representada por um título de capitalização, cujo valor é acordado entre o inquilino e o proprietário. Durante o período, o produto obteve um aumento na contratação de 17,5%, em comparação com o mesmo período de 2018. “É necessário desmistificar que o título de capitalização é jogar dinheiro fora. A alternativa pode ser muito vantajosa aos envolvidos, já que possibilita uma maior segurança para locatário e proprietário, além de proporcionar sorteios mensais aos inquilinos”, acrescenta o executivo.

Com experiência de mais de 70 anos de mercado, a Porto Seguro busca constantemente se diferenciar e facilitar o dia a dia do Corretor. “A companhia acompanha as tendências e entende as necessidades do mercado, o que permite oferecer produtos que atendam cada vez mais as demandas dos nossos clientes”, conclui Henrique.

Sobre a Porto Seguro:

A Porto Seguro é uma empresa brasileira com mais de 70 anos de mercado e está entre as maiores seguradoras do País, ocupando a primeira posição nos ramos de Seguro Auto e Residência. Atualmente, são quase 8,5 milhões de clientes únicos, 13,2 mil funcionários, 12,5 mil prestadores e 36 mil corretores parceiros. A companhia tem ainda 105 sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. O Grupo Porto Seguro é formado por 27 empresas – entre elas Azul Seguros, Itaú Seguros de Auto e Residência, Porto Seguro Saúde e Porto Seguro Uruguai – que atuam nos mais diversos ramos como seguros, produtos financeiros, serviços de emergência e conveniência, proteção e monitoramento, plano de saúde para Pets, entre outros. Em 2018, o lucro líquido da companhia foi de R$ 1,3 bilhão.

Notícias Relacionadas