Giovani Bernardes da Silva

30.11.2016 - Fonte: Seguro Gaúcho | Maria Karolina

Nascido no dia em que se celebra o Natal, Giovani  Bernardes da Silva tem 45 anos e é natural de Porto Alegre. Casado com Marta Wentz há 12 anos, é pai da Marina, de 21 anos, do Avner Fabrício, de 20, e da Giovanna, de 6. Somando quase 30 anos de atuação no mercado segurador, Giovani é o sócio-diretor da Priorità Assessoria de Seguros. Há 9 anos a empresa se destaca por aprimorar os conhecimentos de produtos e apostar na relação com os corretores de seguros. Este profissional dedicado é o convidado  do Seguro Gaúcho, desta quarta- feira (30), para o Papo 10, quadro criado com o objetivo de dar voz aos personagens do setor, em um bate-bola leve e descontraído. Confira abaixo um pouco sobre a história, os gostos e os hábitos deste grande profissional. Seguro Gaúcho: Como foi a tua infância e a tua juventude?Giovani:  Minha infância foi bem diferente das crianças dos dias de hoje, foi com muitas brincadeiras na rua, jogos criados por nós mesmos, muito futebol. Infelizmente atualmente as crianças não tem a possibilidade de poder crescer com liberdade como eu tive. Isto é a evolução dos tempos. Seguro Gaúcho: E o teu início no mercado de trabalho?Giovani: Iniciei em 1987 na IOCHPE Seguradora, lá que descobri este mundo fantástico do seguro, o qual me apaixonei. Naquela época os processos eram extremamente manuais, dando a possibilidade ao aprendizado na raiz dos produtos. Depois trabalhei em uma corretora de seguros, onde puder entender as necessidades do corretor. Voltei a trabalhar em outras seguradoras, já com o foco comercial, mas sem perder a minha essência técnica, até atingir o posto de gestor de filial.  Hoje estou unindo a soma das experiências adquiridas nestes anos de aprendizado e aplicando na minha Assessoria de Seguros. Seguro Gaúcho: Por que escolheste essa carreira?Giovani: Na verdade eu tinha 16 anos e queria começar a trabalhar logo para juntar dinheiro e realizar o sonho do 1º carro (naquela época dávamos muito valor ao carro). Então meu pai comentou com um amigo dele que falou que estavam abrindo oportunidades de Office Boy na IOCHPE Seguradora.  Consegui entrar na vaga e nunca mais consegui abrir mão de trabalhar com seguros. É um ramo apaixonante, principalmente quando percebemos o quando o mercado de seguros beneficia a sociedade de um país com indenizações de sinistros para Seguro Gaúcho: O que pretendes estar fazendo daqui a 10 anos?Giovani: Preferencialmente ainda atuar na de seguros, mas levando alguma inovação no atendimento aos Corretores de Seguros. Seguro Gaúcho: Qual é a tua maior qualidade e o quê tu acredites que ainda precisa melhorar?Giovani: Eu entendo que “Persistência” naquilo que eu acredito, sem dúvidas. O que tenho a melhorar? Acredito que cada dia a gente tenta melhora um pouco em tudo que realizamos, na verdade temos que buscar a melhoria contínua para nos tornarmos uma pessoa melhor. Seguro Gaúcho: O que desperta o teu lado consumista? Por que?Giovani: Equipamentos Eletrônicos, pois esta é uma ferramenta extremamente necessária para nos manter atualizados frente as novas tendências tecnológicas. Daqui para frente o futuro estará vinculado a estes equipamentos. Quem não conseguir dominar a máquina, terá muita dificuldade em ter sucesso na sua profissão. Seguro Gaúcho: Quais são o teu livro e o teu filme preferidos?Giovani: Nos dias de hoje nós lemos muito sobre tudo, a internet e os Smartphones nos permitem ler a todo momento. Nunca fui muito de ler livros, mas se tiver que citar um será “A Arte da Guerra”. Gosto de filmes de ação, um que revi algumas vezes foi “Bastardos Inglórios” Seguro Gaúcho: Como e para onde seria a viagem dos sonhos?Giovani: Não tive a oportunidade de conhecer a Europa, então a viagem que pretendo fazer com a minha esposa, é pela Europa, conhecendo Alemanha, Suíça, Itália e França. Seguro Gaúcho: Quem é a pessoa que tu mais admiras no mercado gaúcho de seguros?Giovani: Não existe um pessoal que mais admiro. Após tantos anos neste mercado conheci muitas pessoas extremamente marcantes que fazem parte na história do mercado gaúcho de seguros. Todas as pessoas que tive algum contato neste período foram importantes na minha trajetória profissional, pois sempre tento aprender com ensinamentos, erros e acertos. Seguro Gaúcho: Podes contar alguma história curiosa que tenhas passado no mercado de seguros?Giovani: Várias, mas talvez a mais inusitada tenha sido a de uma corretora que eu visitava quando respondia pela filial de uma seguradora no interior do estado. O titular da corretora tinha como regra de uma das funcionárias ligar para os segurados no dia do aniversário. Na ocasião eu estava no escritório da corretora quando a menina estava ligando para os aniversariantes do dia desejando felicidades. Ocorre que a menina ligou e pediu para falar com o Sr. Espólio de Paulo (não lembro o sobrenome). Na mesma hora fiz ela desligar o telefone, mesmo sem ela entender nada. Depois expliquei para ela o que significava Espólio. Bom, com certeza rimos muito depois.

Ver mais entrevistas